quinta-feira, 18 de dezembro de 2003

Confraternização - A Missão.

18/12/2003 22:48:09

Confraternização - A Missão.

Manhanas Confraternização na base do churras (acho que este povo não anda dando uma olhada na previsão do tempo...) no Hospital.
Em homenagem a isto texto do Edgard Allan Poe, por sinal o mais citado: O Corvo.

(...)
Abro a janela e, de repente,
Vejo tumultuosamente
Um nobre Corvo entrar, digno de antigos dias.
Não despendeu em cortesias
Um minuto, um instante. Tinha o aspecto
De um lord ou de uma lady. E pronto e reto
Movendo no ar suas negras alas.
Acima voa dos portais,
Trepa, no alto da porta, em um busto de Palas;
Trepado fica, e nada mais.
Diante da ave feia e escura,
Naquela rígida postura,
Como o gesto severo – o triste pensamento
Sorriu-me ali por um momento
E eu disse: “Ó tu que noturnas plagas
Vens. Embora a cabeça nua tragas,
Sem ,topete, não és ave medrosa,
Dize os teus nomes senhoriais:
Como te chamas tu na grande noite umbrosa?”
E o Corvo disse: “nunca mais.”
(...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nada é imutável.
E opiniões auxiliam na tarefa de mudar mentalidades.
Tente a sorte, quem sabe você consegue...