quarta-feira, 10 de junho de 2009

It's the end of the World as we know it (And I feel fine)

Hoje é o último dia em como funcionária pública estadual.
É o fim do Mundo como o conheço, e estou bem. É como a música do R.E.M. que faz parte do título do post de hoje.

Ainda não sei bem o que pensar sobre esta situação em que estou deixando tudo o que conheço (pessoas, ambiente, atividade) e estarei indo para um lugar totalmente novo e imprevisível.

A única certeza que tenho é que como preconiza Sun-Tzu e Alexandre o Grande, o negócio é queimar os navios e fazer de tudo para que as coisas dêem certo. A demissão, em meu caso, é como se eu estivesse dando a entender que não existe volta. Afinal de contas não se pode atravessar um mesmo rio mais que uma vez.

O fato de ir para um novo lugar surpreendentemente não me preocupa, o que me preocupa é o fato das pessoas acharem que me conhecem, que são capazes de prever o que desejo. É quase como se eu me tornasse um bicho de estimação, não podendo nunca fazer ou me interessar por coisas diferentes.

Sentirei saudades das pessoas, apenas disso.

Muito obrigada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nada é imutável.
E opiniões auxiliam na tarefa de mudar mentalidades.
Tente a sorte, quem sabe você consegue...